Fale com um consultor

Clique aqui

Contratos de locação: é possível reduzir a inadimplência

Imóveis sempre foram considerados um excelente investimento. Além de valorizarem ao longo do tempo, podem se transformar em uma fonte permanente de renda. Mas e quando o inquilino deixa de pagar? Nesse caso, se transformam em uma fonte de preocupação...


Mas hoje em dia já existem recursos para prevenir a inadimplência dos inquilinos e, quando não é possível fazê-lo, ao menos minimizar suas consequências.


Se você tem um ou mais imóveis para alugar, leia a seguir para ficar por dentro do que pode ser feito.


Inadimplência e a pandemia


O surgimento da pandemia, que levou a uma séria crise econômica mundial, também vem cobrando seu preço dos imóveis alugados. Redução salarial e perda de emprego são só alguns fatores que contribuíram para isso. 


Pesquisa realizada pela corretora de imóveis Apsa, com sede no Rio de Janeiro, mostrou que a inadimplência no pagamento de aluguel deu um salto em várias cidades brasileiras, ficando acima da média histórica, que é registrada desde 2001. 


E o que fazer para driblar essa dificuldade?


É sempre melhor garantir


As medidas de prevenção contra a inadimplência do pagamento de aluguel devem começar antes de o inquilino se instalar no imóvel. O primeiro passo é realizar uma análise de crédito que considere não apenas a situação do CPF do possível inquilino como sua renda mensal, extratos bancários e seu score de propensão de pagamento. 


O passo seguinte para escapar da inadimplência, previsto na Lei do Inquilinato, é estabelecer uma garantia do pagamento do aluguel. Essa garantia tanto pode ser a fiança quanto o depósito caução ou o seguro fiança.


Mas se o contrato já foi assinado sem que nenhuma dessas medidas tenha sido adotada, é preciso buscar outras soluções.


A chave pode estar na régua de cobrança


Hoje em dia, já existem recursos eficientes para fazer a gestão dos pagamentos, permitindo não só identificar, no próprio dia do vencimento, caso o pagamento do aluguel não tenha sido realizado como ainda adotar uma régua de cobrança para alertar o inquilino sobre o vencimento.



O Imobia, por exemplo, é um software imobiliário que usa tecnologia de ponta para controlar todo o processo de gestão de pagamento da locação. Essa ferramenta programa o sistema para gerar boletos de forma automática de 3 a 10 dias antes do vencimento.


Caso o pagamento não seja realizado na data, o próprio sistema — sem que haja necessidade de qualquer interação humana — gera uma segunda via já com juros e multas atualizados e envia, por e-mail e SMS, para o locatário, a fim de lembrá-lo sobre o débito pendente.


Além disso, o sistema é integrado ao site do Imobia, que pode ser acessado tanto pelo corretor quanto pela imobiliária para facilitar a administração de todos os imóveis alugados.



Ficou interessado? Você pode testar gratuitamente o software do Imobia. Basta clicar aqui que um dos especialistas do nosso time entrará em contato com você para entender suas necessidades e programar o software de acordo com elas.